Há alguns anos (muitos) quase não havia frigoríficos e os alimentos tinham de durar o maior tempo possível, para isso usava-se o sal, algumas marinadas como a vinha d’alhos, a banha e o azeite para cobrir alimentos cozinhados, o fumeiro para os enchidos, eram realmente outros tempos.

Os meus pais tinham o hábito, no verão, quando os pêssegos começavam a ficar maduros demais, de fazer uma sobremesa com os ditos e vinho tinto. Eu adorava, e continuo a gostar muito, mas, agora levo-os ao frigorífico umas horas e ainda ficam melhores.
Como já perceberam os pêssegos podem comer à vontade, já o molho é preciso ter algum cuidado, para não ficarem a falar sozinhos.

Pêssegos Tintos

  • Pêssegos maduros descascados e cortados em pedaços
  • 1 colher de sopa de açúcar bem cheia por pêssego
  • Vinho tinto
  • Casca de limão

Coloque os pêssegos, o açúcar, a casca de limão e cobrir de vinho tinto, mexa, tape com película, leve ao frigorífico 2 a 3 horas.

Sirva numas taças de vidro e decore com meia rodela de limão ou com um ramo de hortelã.

Para ficar com o molho com menos álcool pode deitar o açúcar com alguma água num tacho ao lume, deixe só dissolver o açúcar, deixe arrefecer e junte a vinho cobrindo depois os pêssegos.

E pronto volte a servir numas taças bonitas.

Grafe e Faca Pêssegos Tintos