Peixe em Lisboa 2016

Ontem fui ao Peixe em Lisboa 2016. Assegurei a minha tradição dos últimos anos e vou continuar a ir.
Desta vez estava lá o meu amigo Nuno Mendes, que participou à tarde num evento de sessão de cozinha ao vivo. “O Nuno é o chefe português mais admirado na cena gastronómica britânica, não apenas pelo trabalho que desenvolveu no “Viajante” como pelo percurso que tem trilhado no Chiltern Firehouse e, mais recentemente, na “Taberna do Mercado”, restaurante assente nos produtos e vinhos portugueses, que funciona na zona leste de Londres, no Spitalfields Market.”
Ainda hoje quando nos vemos relembramos sempre os tempos em que ele ainda estava nos EUA e que vinha a Portugal, passávamos o tempo juntos comigo a mostrar-lhe restaurantes que na altura estavam na moda.

Admirava-me a sua humildade em comparação com Chefs portugueses, alguns bem impostores. Passava as refeições a experimentar os sabores e a tirar apontamentos, no fim pedia sempre para visitar a cozinha e conhecer o Chef.
Recordamos isso tudo e ainda me disse que está para reabrir o Viajante. E mais uma série de projetos.
Mais uma vez me perguntou pelo meu livro e eu mais uma vez lhe disse “um dia destes acabo-o”. No fundo a preparação dos ingredientes base do livro já estão feitos no site “grafe e faca”, é só transcrever e reescrever algumas receitas.
No meio de conhecidos e anónimos quem lá estava também era o António Costa, o nosso Primeiro Ministro. Gostei de o ver, porque como qualquer António, estava na bicha a ir buscar a comida.

Quanto à comida, éramos seis e provamos montes de coisas.
Gostei do Bacalhau à Braz com as azeitonas explosivas, do Arroz de Lingueirão, dumas vieiras, dum polvo e dumas ovas de choco.
Gostei de dar uma volta pelas capelinhas, de provar alguns vinhos e comer uns doces.

Para o ano lá estarei!