Chocos, com tinta e de preferência fresquinhos

Só gosto de chocos com tinta e passo-me nos restaurantes que os têm na carta como frescos com tinta e, depois de eu perguntar mais de uma vez se os chocos são frescos e se vêm com tinta, depois servem-nos sem tinta ou ainda pior, com a tinta sólida como se fosse serradura. Passo-me!

Já deixei de ir a restaurantes onde ia todas as semanas por causa do esperto do dono parecer achar que os clientes são todos ignorantes e que não conseguem perceber que num choco fresquíssimo a tinta é completamente líquida e que nos chocos que vão ao congelador a tinta fica sólida. É básico.

Por isso, quando vou comprar chocos sei que eles são frescos quando são muito brilhantes com um tom azulado. Quando estão misturados com a tinta é porque nos querem fazer querer que são frescos mas não, rebentam-lhes os sacos da tinta e sujam-nos com ela.

Peço sempre para mos arranjarem, limparem e cortarem em tiras mas para terem cuidado e tirarem o saco de tinta para eu levar para casa num pequeno saco de plástico. Adoro! Sabe a mar.

Às vezes distraio-me, deito tinta a mais e nem se vê o arroz! Mas é uma delícia!

 

Choco frito

Corte o choco às tiras, passe-as por farinha de milho e ovo batido. Depois, frite em óleo com a temperatura média e quando estiverem loirinhos é porque estão fritos. Deixe-os escorrer em papel absorvente e acompanhe com arroz de choco feito com a sua tinta.

Chocos, com tinta e de preferência fresquinhos