Garoupa Patusca, a cloche, antes das bimbys

0 Posted by - 02/01/2013 - HISTÓRIAS, Peixe, RECEITAS

Antes dessa bimbalhada das bimbys (escusam de me vir dizer que ela é boa), era uma vez um forno eléctrico redondo chamado cloche, também conhecido por patusca. Que cheirinho a nostalgia…

Alguém se lembra da velha patusca onde se cozinhava tudo e mais alguma coisa? Para quem não se recorda, ou é mais novo, a tampa e a base têm uma resistência para uma distribuição uniforme de calor.

A minha sogra cozinhava muito bem. Não variava muito, todos os dias da semana as receitas eram repetidas da semana anterior, sendo peixe ao almoço e carne ao jantar, sempre com uma sopa no início da refeição. Até que um dia… apareceu a Cloche e foi uma revolução lá em casa! Começámos a comer uns petiscos diferentes, a pescada assada na dita era um delas.

Desta vez não tinha pescada e foi com garoupa.

Garoupa Patusca

  • 1 posta de garoupa por pessoa, ou menos
  • 1 batata grande por pessoa, ou mais, cortada em gomos
  • 1/2 ovo cozido por pessoa
  • 1 cebola cortada aos gomos
  • 3 dentes de alho fatiados
  • 2 folhas de louro em pedaços pequenos
  • Colorau
  • Vinho branco
  • 1 ramo de salsa
  • Sal e pimenta
  • Azeite a gosto

Num copo grande (mais de 1/2 litro) deitar o vinho, a água, o azeite, o colorau, o sal e a pimenta e misturar muito bem.

No recipiente da cloche colocar o peixe, as batatas, a cebola, os alhos e o louro. Regar com o molho preparado, pôr a salsa por cima e fechar a cloche. Como a dita tem um vidro por cima, pode ir vendo até o peixe e as batatas estarem assadas.

À parte coza os ovos, desfaça-os em pedaços e ponha por cima do assado antes de ir à mesa.

Grafe e Faca Garoupa Patusca

Comentários

comentários